Seoquake SEO - O canivete suíço do SEO

SEOQuake - O canivete suíço do SEO

O SEOQuake é o canivete suíço do SEO. Esta ferramenta seo é de tal forma útil que é incrível que seja completamente grátis. Neste artigo vamos explorar as funcionalidades deste plugin e explicar como podemos aproveitar toda as informações obtidas para melhorar o seo do nosso website.

O SEOQuake é um plugin que pode ser instalado no Firefox ou no Chrome, de forma simples, bastando para isso registar o plugin no browser.

Este plugin para seo, desenvolvido pela Semrush, desenvolvedores de ferramentas seo, pode ser usado numa panóplia de funções que nos ajudam a executar as nossas auditorias seo. Nós usamos extensivamente o SEOQuake nas nossas auditorias SEO para verificar que está tudo certo e no lugar certo.

Para analisarmos as funcionalidades do SEOQuake, vamos escolher (literalmente) um site qualquer. Executei a pesquisa seguinte no Google:

SEOQuake imagem integração SERP

Esta pesquisa devolveu um site brasileiro sobre direito administrativo, quem diria…

Vejamos agora algumas das funcionalidades, sobrepostas diretamente nos SERP’s (resultados da pesquisa), que o SEOQuake nos oferece.

Nota: O SEOQuake oferece métricas e informações SEO em 3 diferentes formatos: sobrepostas nos SERP, na SEOQuake Toolbar (barra de ferramentas) e nos paineis de informação.

Dificuldade da palavra-chave

Esta funcionalidade do SEOQuake pretende estimar a dificuldade (nível de esforço em percentagem) para conquistar as posições dos seus concorrentes nos resultados orgânicos. Esta métrica faz mais sentido ser analisada para um conjunto de palavras-chave, em que podemos mais facilmente avaliar quais as palavras-chave em que vamos apostar em primeiro lugar, tendo em conta a sua dificuldade.

Nota: à data da publicação, a plataforma SEMrush só dispõe de métricas baseadas no google.com.br, e não google.pt infelizmente.

Na caixa nº2 observamos 2 métricas importantes: DS (domain score) e TS (trust score), com os valores 37 e 43 respetivamente. O DS (domain score) é uma métrica que mostra a quantidade e qualidade de links externos que apontam para o domínio do website. Quanto mais próximo de 100% melhor é a qualidade do domínio. O TS (trust score) por sua vez é uma métrica que mede a confiabilidade do domínio tendo em conta o nº links de domínios confiáveis que apontam para o domínio do website. Um baixo valor significa que pode existir um grande nº de links de domínios pouco confiáveis.

Vejamos agora os indicadores que temos na caixa assinalada como nº2:

SEOQuake - Quantidade páginas indexadas GoogleEste indicador mostra a quantidade de páginas indexadas pelo Google. Na prática é um atalho para o comando site:intervox.nce.ufrj.br. O que este comando faz é mostrar todas as páginas existentes no índice do Google, o que de uma forma simples e rápida, permite-nos validar se o nosso website está a ser corretamente indexado. Numa auditoria seo, um dos pontos que deve ser analisado é a taxa de indexação e se for baixa, e principalmente se as páginas mais importantes do website não estiverem indexadas, devemos tratar de corrigir este problema com a maior brevidade possível.

SEOQuake - SEMRush volume de links externosEste indicador mostra a quantidade de links externos descobertos pela SEMRush, isto é, links de outras páginas para esta página. Neste caso específico, não foram descobertos nenhuns links, como pode ser visualizado na imagem abaixo.

SEMRush backlinks report

Os links externos são um dos fatores SEO mais importantes para o posicionamento no ranking do Google (e em certa medida, também para os outros motores de busca), e é por essa razão que todos os projetos seo, acabam por necessitar de campanhas de linkbuilding, para enriquecer a pegada de links externos e influenciar assim o posicionamento. Com este indicador podemos facilmente saber o volume de links externos dos websites, diretamente nos resultados da pesquisa, o que nos pode ajudar na nossa análise seo da concorrência. Umas das vantagens de ferramentas para linkbuilding como a SEMRush é permitir-nos saber quais os links que os nossos concorrentes já angariaram e descobrir se conseguimos com que esses websites também liguem com o nosso website.

SEOQuake - Backlinks links externos subdomínio Este elemento apresenta o nº de links externos, descobertos pela SEMRush, que apontam para o domínio em questão.

SEOQauke - Volume páginas indexadas no BingÀ semelhança do Google, também dispomos de um indicador para validar o nº de páginas indexadas pelo Bing. Se clicarmos neste indicador, abre uma janela com comando site:intervox.nce.ufrj.br executado diretamente no Bing. Curiosamente, neste exemplo pelo menos, o Bing indexou mais páginas que o Google. Numa auditoria seo, este ponto levaria a uma análise mais profunda, para por um lado perceber qual a razão para esta diferença no volume de páginas indexadas, e principalmente para perceber se existem páginas importantes do website que não estejam a ser indexadas pelo Google, que é afinal o motor de busca mais popular atualmente.

SEOQuake Alexa RankO Alexa rank é um ranking popular, que pretende classificar os websites pela sua popularidade, tendo em conta o seu tráfego. Este website calcula a popularidade e o sucesso de um website através da recolha de estatísticas dos utilizadores que usam a Alexa Toolbar. Alguns utilizadores consideram este ranking importante (não é o meu caso), porque apresenta uma pontuação relativa face a outros websites. O website alexa.com oferece mais informação que pode ser relevante e que pode valer a pena observar, principalmente no que diz respeito aos nossos concorrentes.

 SEOQuake - Domain AgeEsta opção apresenta a idade do domínio, tendo em conta a primeira captura do website archive.org (way back machine). Se clicar na opção abre a página http://web.archive.org/web/*/http://winningwp.com, onde podemos observar que o primeiro snapshot deste website foi tirado a 8 de maio de 2013.

A idade de um domínio em SEO é importante?

Bem, ao contrário do que pode ter ouvido ou lido algures, a idade por si só não é um fator determinante para o posicionamento nos motores de busca, quer dizer, um website mais antigo, sendo todo o resto igual, não tem por si só uma vantagem competitiva. É verdade que domínios novos, durante os primeiros meses, não parecem ter muita força nos motores de busca, mas isso acontece porque simplesmente não têm ainda conteúdo suficiente para gerar o interesse dos motores de busca e atrair tráfego. Os principais fatores para um bom ranking nos resultados da pesquisa no Google são:

  • Conteúdo único e de qualidade
  • A quantidade e variedade do conteúdo
  • O volume de links externos

A partir do momento que um website consegue oferecer os pontos acima, a probabilidade de ter rankings satisfatórios aumenta, não importando se é um domínio recente ou não.

SEOQuake - whois domainEsta opção é um atalho para sabermos detalhes sobre o registo dos domínios. Não tem influencia para SEO, é apenas informativo.

SEOQuake - Ver código fonte websiteEsta é mais uma opção de utilidade reduzida. O que faz é chamar a opção de ver o código fonte do website no seu navegador web. Pode ser utilizada para uma análise rápida aos elementos seo on-site mais importantes, embora existam formas bem mais fáceis de o fazer e que não precisam que esteja a rever código html.

SEOQuake - SEMRush Rank

É uma pontuação atribuída pela SEMRush, baseada numa estimativa do volume de tráfego orgânico.

SEOQuake Integração

Para obter mais informação, como por exemplo informação de links externos  e de link domains, deve primeiro conectar-se a uma conta SEMrush grátis, clicando no botão destacado com a caixa vermelha (ver imagem abaixo).

SEOQuake Integration

Nota: pode aceder a esta opção clicando no link “full report” que aparece na sobreposição do SEOQuake nos SERP’s ou então seguindo o seguinte link https://oauth.semrush.com/auth/login.

A SEOQuake Toolbar

Uma das possibilidades para verificarmos os indicadores do SEOQuake é através da sua toolbar (ver imagem).

SEOQuake toolbar - barra de ferramentas

Esta toolbar (barra de ferramentas) apresenta também alguns dos vários indicadores SEO que serão descritos com mais pormenor ao longo deste post.

Informação sobre a página

O SEOQuake permite-nos observar um leque variado de informação sobre a nossa página, bastando para isso clicar sobre o ícone do SEOQuake no seu browser, como pode ver na imagem abaixo:

SEOQuake plugin button firefox

Após clicar no ícone, surge um painel com a informação (ver imagem abaixo)

SEOQuake plugin parameters

Neste painel observamos de forma destacada

  • O Ranking do site Alexa.com
    Como já referido, o ranking do site Alexa.com. Quanto menor o valor, melhor.
  • O nº de páginas indexadas pelo Google
    Apresenta o nº total de páginas indexadas no google. Esta métrica é importante para verificarmos se o nosso website sofre de problemas de indexação. Estes problemas podem ser de indexação insuficiente, ou até mesmo indexação em demasia, geralmente designada como index bloat.
  • O nº de páginas indexadas pelo Bing
    Semelhante ao ponto anterior, mas agora para o Bing.
  • O SEMRush Rank
    Este ranking da SEMRush mede a popularidade de um website e é calculado com base no tráfego orgânico proveniente dos 100 melhores resultados orgânicos da pesquisa.
  • A idade do domínio segundo o archive.org
    A primeira data em que o website foi descoberto pelo site archive.org.
  • O SEMRush subdomain backlinks
    O número de links externos que apontam para o domínio.

Observamos também informação vária sobre a nossa página

  • A data da cache do Google
    A data da ultima versão da página na cache do Google.
  • O nº de likes no Facebook
    O total de likes que a página recebeu no Facebook.
  • O nº de likes no Google+
    O total de likes que a página recebeu no Google+.
  • O nº de pins Pintrest
    O número de pins que a página tem no Pintrest.
  • O nº de partilhas no Linkedin
    O número total de partilhas no Linkedin.

Informação sobre o nosso domínio

  • Nº de páginas indexadas no Google
    Ver acima.
  • Nº de páginas indexadas no Yahoo
    Ver acima.
  • Nº de páginas indexadas no Bing
    Ver acima.
  • O ranking no Alexa
    Ver acima.
  • A idade do domínio
    Ver acima.
  • O ranking no SEMrush
    Ver acima.
  • O tráfego estimado pelo SEMrush
    O valor médio de tráfego, estimado pela SEMRush, para o domínio em questão.
  • O custo do tráfego pelo SEMrush
    O custo estimado por mês se licitássemos pelas keywords em que o domínio já apresenta rankings.
  • SEMRush video adv
    O número de anúncios no Youtube que a SEMRush descobriu para o domínio.
  • Yandex CY
    O ranking da página no motor de busca russo Yandex.
  • Yandex index
    O número de páginas indexadas no motor de busca Yandex.
  • Yandex Catalogue
    Se o domínio existe no diretório do Yandex.
  • Baidu Index
    O número de páginas indexadas no motor de busca chinês Baidu.
  • Compete rank
    O ranking do website na plataforma compete.com.

Informação sobre backlinks

  • Backlinks no Google
    O número de links externos descobertos pelo Google. O mesmo que fazer: link:http://intervox.nce.ufrj.br/~diniz/d/direito/direito.htm.
  • Backlinks no SEMRush
    O número de links externos descobertos pelo SEMRush.
  • RootDomain backlinks
    O número de links provenientes do root domain.
  • Links no Baidu
    O número de links externos descobertos pelo motor de busca chinês Baidu. Na prática o mesmo que fazer: link: http://intervox.nce.ufrj.br/~diniz/d/direito/direito.htm.

Diagnóstico da pagina

Esta funcionalidade do SEOQuake é por si só uma forma de rapidamente efetuarmos uma auditoria seo. Como podemos observar, esta página pode ser bastante melhorada se corrigirmos as anomalias detetadas pelo SEOQuake. Para cada item, o SEOQuake sugere dicas para melhorar a otimização seo.

Esta análise SEO contempla o seguinte:

SEOQuake - Auditoria SEO página

URL

Esta opção analiso o URL da página. Para ser considerado um URL ótimo, deve ter uma dimensão compreendida entre 50-70 carateres. É importante que o URL seja descritivo (URL semântico), de fácil leitura e que contenha as palavras-chave principais, preferencialmente separados por um hífen.

URL Canônica

Esta opção verifica a existência de um URL canônico. É considerado uma boa prática canonizar os URL’s, principalmente os URL das páginas consideradas importantes, que queremos bem posicionadas. Uma página deve ter um URL único, isto é, cada página (e o seu conteúdo) só deve estar acessível por um único URL para não corrermos o risco de ser interpretada pelos motores de busca como conteúdo repetido, diluirmos o “link juice”. Isto acontece frequentemente em páginas que são acedidas com parâmetros dinâmicos no URL. Pode ler mais sobre a importância em seo da canonização das páginas neste artigo.

Título

O título da nossa página deve conter entre 10 a 70 carateres, deve ser descritivo e relacionado com o tema da página. Este elemento deve conter as palavras-chave mais importantes porque é um dos elementos seo on-page que aporta mais valor. Cada página só deve ter um título e não devemos repetir o título em mais do que uma página

Meta Description

Esta tag não apresenta por si só valor para uma otimização seo, mas torna-se bastante importante para ajudar o potencial visitante a clicar no link do nosso website nos resultados da pesquisa. Deve considerar este elemento como uma pequena manchete do seu website cujo objetivo é atrair o clique. O texto introduzido neste elemento pode conter até 20 carateres, deve descrever sucintamente e corretamente qual o tema da página, isto para não defraudar as expetativas do visitante após o clique. Se isso acontecer, prejudicamos uma métrica importante para as nossas páginas, a taxa de rejeição (pode ser observada facilmente no Google Analytics)

Meta Keywords

Este elemento desde 2008 que é completamente ignorado pelo Google, isto por ter sido historicamente abusado pelos webmasters e supostos especialistas em seo. Pessoalmente recomendo nem sequer usá-lo, porque além de não trazer qualquer valor para seo, permite muito facilmente aos nossos concorrentes descobrirem quais as palavras-chave alvo das nossas páginas.

Cabeçalhos

Quando falamos de cabeçalhos, referimo-nos às tags H1, H2, H3, etc… A tag mais importante á a H1, que deve conter as palavras-chave mais importantes da página. Pode até usar o título da página como H1, não há mal nenhum nisto. É importante usar as restantes tags ao longo do conteúdo, tendo sempre em atenção a sua precedência e tentar que as tags seguintes reforcem as palavras-chave principais e o tema central da página.

Nota importante: Verifique se o seu CMS ou até mesmo o seu webdesigner não estará a usar estas tags para a formatação do layout do site. Isto é muito comum acontecer e é um bom exemplo de mau SEO (ou nenhum SEO).

Imagens

Esta opção analisa as imagens da página e informa se contêm a ALT tag. Esta tag é importante porque ajuda os motores de busca a interpretar a imagem e deve por isso descreve a imagem. Devemos utilizar imagens que de alguma foram estejam relacionadas com o tema central da página e aproveitar para escrever a descrição da imagem com termos relacionados com esse mesmo tema. No caso de incluirmos imagens que não têm relação com a página, como por exemplo no layout do websites, devemos colocar esta tag vazia (alt=””).

Uma boa prática é também dar um nome sugestivo à imagem, que contenha palavras-chave que descrevam a imagem e estejam relacionadas com o tema da página, que podem ser separadas por um hífen. Uma mais valia de adotarmos estas boas práticas é potenciarmos um bom ranking das imagens por si só, por exemplo no Google Image, o que pode trazer algum tráfego indireto para nossa página.

Nota: Não devemos exagerar na dimensão e quantidade de imagens de tal forma que tornem a página demasiado lenta. Lembre-se que a rapidez de download de cada página é um fator SEO importante para os motores de busca, que cada vez mais se preocupam também com a usabilidade

Rácio Texto/HTML

Esse rácio pode ser usado para percebermos se existe conteúdo em quantidade suficiente na página. Quanto mais baixo este indicado pior. Devemos optar, como já foi referido, por um conteúdo essencialmente textual, rico em palavras-chave, único e de qualidade.

Frames

Devemos genericamente evitar os frames porque os motores de busca têm dificuldade em indexar conteúdo dentro de frames. Na minha opinião, não devem usar frames, não vejo nenhuma razão importante para o seu uso (salvo se quiserem bloquear acesso dos motores de busca a determinado conteúdo)

Flash

Resumindo este ponto, não use nunca. Websites em flash são seculo passado, e os motores de busca não indexam flash.

Microformatos

Os microformatos permitem a publicação de informação com maior fiabilidade. É constituído por elementos (X)HTML que identificam tipos de dados como pessoas, eventos, classificações, etc. São elementos que são facilmente interpretados por máquinas e que transmitem significado.

Schema.org

Schema.org é uma iniciativa colaborativa criada para introduzir dados estruturados na internet, nas páginas web e até no e-mail. É uma tecnologia desenvolvida em conjunto com a Google, Yahoo e o Bing, que ajuda os motores de busca a perceber qual o tipo de conteúdo que a página contém. É especialemente útil para local seo, para permitir por exemplo ao Google entender as páginas de localização da sua empresa. Não é usado diretamente nos rankings mas pode fazer com que as nossas páginas aparecem de forma mais destacada nos resultados da pesquisa.

Open Graph Objects

As Open Graph tags foram criadas pelo Facebook e na prática potenciam mais tráfego desta rede social porque formatam a partilha do conteúdo do seu website nas redes sociais de forma otimizada, com o título, imagem e descrição.

Twitter Cards

Os Twitter cards permitem que a partilha de conteúdos do seu website no Twitter ultrapassem a limitação dos 140 caracteres e permitem também que essa partilha seja feita de uma forma mais destacada, como imagens ou vídeos, o que potencia mais cliques e mais tráfego.

Conformidade com dispositivos móveis

SEOQuake - Auditoria conformidade com dispositivos móveis

AMP

AMP (Accelerated Mobile Pages) é uma forma de criar páginas que servem conteúdo estático com renderização mais rápida que uma página tradicional. É recomendado o seu uso a editores de publicação e servem para melhorar a usabilidade das páginas web nos dispositivos móveis.

Meta Viewport

Este elemento permite tornar uma página compatível com os dispositivos móveis, permitindo que os seus elementos se ajustem às dimensões e resolução de cada dispositivo. Atualmente o desenvolvimento web deve ser mobile first, sendo este elemento de grande importância para atingir esse objetivo.

Conformidade do website

SEOQuake - Auditoria conformidade website

Robots.txt

O ficheiro robots.txt é um ficheiro de texto muito importante que deve ser colocado na raiz de um subdomínio. Este ficheiro fornece aos motores de busca as diretivas em relação ao rastreamento do site, desde o bloquear de páginas específicas, diretorias completas, ou até mesmo o todo o site.

XML Sitemaps

Os Sitemaps em XML foram desenhados para ajudar os motores de busca a descobrir e indexar as suas páginas mais valiosas. Pense nessas páginas como o “crème de la crème” do seu conteúdo. O Sitemap consiste num ficheiro XML que lista todos os URLs para os quais pretende competir nos resultados orgânicos. Este XML também contém informação adicional, tal como em que data a página foi atualizada, a frequência da sua atualização, e a sua importância relativa.

Idioma

A forma correta de especificar o idioma das páginas é através da tag HTML exº “<html lang="pt">”. Apesar de não ser muito claro se o Google utiliza esta tag, é geralmente considerado boa prática incluí-la.

Nota: Uma forma eficaz de identificar o idioma base será configura-lo no “Google Search Console”

Doctype

O Doctype descrevo o tipo de código HTML que a página utiliza e deve ser usado para que os browsers consigam renderizar corretamente as páginas web. Atualmente, um dos doctypes aconselhados é o do HTML5 que é suportado nas versões mais dos browsers, exº <!DOCTYPE html>.

Encoding

Para que os browsers renderizem as páginas corretamente, devemos especificar a codificação dos carateres. Uma codificação comum e que é adequada aos nossos carateres é o UTF-8. Em HTML% é especificado da seguinte forma: <meta charset="UTF-8">.

Google Analytics

Verifica se a página tem o código para o Google Analytics instalado.

Favicon

O Favicon é um pequeno ícone (16x16) que aparece nos tabs dos browsers. Geralmente representam a sua marca, o seu logo ou imagem genérica. Não têm vantagem imediata para SEO, mas facilitam a identificação do seu website e reforçam o seu branding.

Análise dos links internos

SEOQuake - Análise links internos

Links follow/nofollow

Esta opção permite destacar os links que são follow ou nofollow. Para ativar esta opção deve clicar no botão do plugin SEOQuake e ativar a checkbox destacada na imagem aabaixo a vermelho.

SEOQuake - Realçar linls nofollow

Análise dos links externos

SEOQuake - Análise links externos

Análise da densidade das palavras-chave

SEOQuake - Análise densidades das palavras-chave

Esta opção permite analisar a densidade das palavras-chave, isto é, a frequência relativa das palavras-chave face ao texto restante. Esta opção mostra até um conjunto de 4 palavras-chave. Nota: esta opção só analisa o texto da página e não incluí código HTML, CSS, Javascript, etc.

Com esta opção podemos avaliar se o texto da página reforça corretamente as palavras-chave que queremos alcançar e também perceber se as mesmas estão nos sítios certos, nomeadamente no título, na meta description e nos headers (h1, h2, h3, …). Não existe consenso sobre a densidade ótima para as palavras-chave, o que importa é tentar que as mesmas estejam em quantidade suficiente para reforçar o tema principal, tendo o cuidado para não atafulhar a página com palavras-chave repetidas para que o Google não classifique a página como web spam.

Nota: Pessoalmente, além de perceber se o volume das palavras-chave está adequado, procuro também perceber se existem palavras-chave relacionadas em número suficiente para reforçar o tema das páginas. Estas palavras-chave podem ser sinónimas ou outros termos de significado semelhante ou aproximado. É sabido que esta é uma das técnicas que facilita a interpretação do tema central pelo Google.

Na imagem abaixo pode observar um exemplo do meu próprio site, uma das páginas que à data deste artigo está em 1º lugar no ranking do Google:

SEOQuake - Exemplo densidade palavras-chave

Como se pode verificar, o palavra-chave relevante tem uma densidade de 3.14%, e está nos lugares certos, no título (T), na meta description (D), e no header principal (H1).

Comparação de URLs/Domínios

SEOQuake - Comparação de URL

Esta funcionalidade permite-nos ver alguns dos indicadores do SEOQuake, mas para um grupo de URL’s, bastando para isso colar esses mesmos URL’s na caixa de texto, ou importar de um ficheiro CSV (ver imagem).

SEOQuake - Comparação de URL's - Exemplo

E é tudo por agora. Este artigo vai ser complementado brevemente e iremos também aprofundar alguns conceitos introduzidos neste post. Esteja atento e volte frequentemente para aprender o seo que lhe vai permitir melhorar o seu website.

TAGS

seo